19 julho, 2006

Como instalar o Ubuntu num disco rígido externo


Tu podes, de facto, instalar, inicializar e executar o Ubuntu de uma drive FireWire, USB ou outro tipo de drive, mas isto necessita de alguns passos especiais.




Usando o meu portátil como sistema primário reparei que umas das desvantagens são: é muito mais difícil de mudar os discos rígidos para teste de sistemas. Eu queria instalar o Ubuntu de forma a que eu pudesse testar vários truques numa instalação Vanilla, mas eu não queria reparticionar e instalar no meu disco do portátil (já que ele tem uma instalação do Ubuntu, completamente organizada como gosto). A solução foi instalar o Ubuntu numa drive USB externa que tenho; desta forma, o meu sistema regular continua intacto e eu posso arrancar da instalação de testes quando desejo.


Infelizmente, este tipo de instalação não funciona automaticamente sem alguns truques devido a várias razões:


-Por pré-definição, o ficheiro initrd (initial ram disk) que o Ubuntu usa não possui todas as drivers que são necessárias para se arrancar de uma drive removível. A tua BIOS vai detectar a drive com facilidade (desde que suporte o arranque a partir de drives removíveis), mas até que o Kernel seja carregado, o Linux não é capaz de ver e montar a drive para continuar o processo de arranque.


-Mesmo que o initrd tenha as drivers apropriadas, o kernel demora alguns segundos a carregar estes módulos e a detectar a tua drive removível antes de ele tentar utilizá-la. Durante este tempo, o sistema provavelmente vai tentar arrancar e não vai ser capaz de encontrar a drive removível porque ainda não acabou de a configurar.


-O instalador do Ubuntu é muito prático já que ele tenta detectar outros SO's que tenhas instalados no sistema e vai fornecer estas entradas de menu ao GRUB para cada SO. Infelizmente, isto significa que ele vai tentar configurar qualquer SO que tenhas na drive de disco interna como sendo a primeira drive da BIOS, com a drive removível a ser a segunda (ou terceira ou quarta se tiveres outras drives no teu sistema). Quando a BIOS arrancar da drive removível, ele vai configurá-la como a primeira drive do sistema o que vai confundir o GRUB.







Preparando as partições




O primeiro passo é iniciar o processo de instalação do Ubuntu tal e qual como farias em qualquer sistema (atenção o CD que foi usado foi o alternate install, já que o LiveCD só permite a instalação do gestor de arranque Grub no MBR - Master Boot Record). Quando o Ubuntu atingir a parte da ferramenta de partição do disco, tem em atenção que por pré-definição ela vai tentar escolher qualquer drive IDE ou SCSI actualmente instalada no sistema. Se o teu sistema usa uma drive IDE, tu podes escolher a tua drive ao seleccionares a drive SCSI que o sistema detectou. A linha vai provavelmente referir-se a um disco chamado "SCSI (0,0,0)(sda)". Se já tiveres um disco SCSI no sistema, vai ser um pouco mais difícil para localizares a drive USB, mas as hipóteses é que ela deve ser a última drive SCSI no sistema.




P.S.: Tem a certeza absoluta que escolhes a drive correcta nesta fase, porque o Ubuntu vai formatar e particionar a drive que escolheres e destruir qualquer dados que ela possua. Senão tiveres a certeza qual é a drive apropriada, inicia o Ubuntu LiveCD e confirma qual dos nomes dos dispositivos (sda, sdb, etc.) ele atribui às drives no teu sistema.






Instalar o GRUB



Depois de teres escolhido a drive correcta a formatar, continua com o processo de instalação do Ubuntu até que ele atinja o estágio de configuração do gestor de arranque GRUB. Aqui, ele vai-te questionar se queres que o GRUB seja carregado do MBR da drive interna. Tu não vais querer usar isto porque ele vai substituir qualquer gestor de boot que estejas a utilizar no sistema. Em vez disso, diz não e especifica /dev/sda (ou qualquer dispositivo que o Linux definiu como a tua drive removível) no próximo ecrã que aparecer para instalares o GRUB directamente na drive removível.






Usa Chroot



De seguida, continua a instalação do Ubuntu até que ele te pergunte para Continuar ou reiniciar o sistema. Antes de reiniciares, tu tens de fazer alguns truques no sistema. O instalador do Ubuntu actualmente fornece uma consola básica que podes utilizar para executares alguns comandos mínimos e limitados no sistema. Carrega Alt-F2 para mudares para esta consola, e de seguida pressiona Enter para a activares.








Em Desenvolvimento, posteriores adições conforme ir evoluindo

1 comentário:

Sylver_51 disse...

O teu trabalho está a ser excelente!!! continua assim k vais muito bem!!